Expointer 2022 recebe 5.093 inscrições de animais de argola

04/08/22
Por: Redação T&C
evertonneves25@yahoo.com.br

A 45ª Expointer, que acontecerá de 27 de agosto a 4 de setembro, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, contará com 5.093 animais de argola (que vão a julgamento). O número supera o do ano passado, quando participaram 2.825.

Os exemplares poderão ser vistos em mais de 20 pistas para julgamentos e leilões. No dia 2 de setembro, haverá o tradicional desfile dos campeões. As associações de criadores têm ainda até 10 de agosto para inscrever bovinos rústicos e equinos destinados exclusivamente a provas e leilões.

O destaque fica por conta da participação dos pequenos animais, com 1.898 inscritos, entre aves (41 raças), coelhos (29 raças) e pássaros (seis raças).  Tradicionalmente é o pavilhão mais visitado na Expointer. 

Os ovinos também se destacam, com a participação de 892 animais de 15 raças. “Os ovinos tiveram um aumento de 10% nas inscrições, em relação ao ano passado. Há o retorno da raça Lacaune, com três exemplares, uma raça de ovinos leiteira, cuja última participação na Expointer foi em 2008”, explica o zootecnista responsável pelo Serviço de Exposições e Feiras da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) e comissário-geral da Exposição de Animais da Expointer, Pablo Charão.

De bovinos de corte haverá 16 raças, com a estreia da raça Bravon, oriunda do cruzamento das raças Devon e zebuína. “Essa raça foi reconhecida no ano passado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento”, esclarece Charão. Ao todo, 655 bovinos de corte participarão dos julgamentos.

Os zebuínos terão 132 inscritos de sete raças e os bubalinos, 16 inscritos de duas raças. “E em bovinos mistos, com 157 inscritos de quatro raças, temos o retorno da raça Red Poll, cuja última participação foi em 2019. Nos zebuínos, há a volta da raça Sindi, com oito exemplares inscritos. Sua última participação foi em 2015”, conta Charão.

Os bovinos de leite participam com 403 inscritos de quatro raças. Nos equinos serão 809 inscritos de 10 raças, com retorno do Mangalarga Marchador, com 11 animais, que desde 2017 não comparecia à feira. Nos caprinos, com 131 inscritos de três raças, há a estreia da raça de corte Kalahary.

Segundo Charão, é a Expointer retomando seus números de pré-pandemia. A exposição de animais tem a finalidade de expor e comercializar reprodutores das diferentes espécies de animais domésticos; proporcionar aos criadores o conhecimento do grau de desenvolvimento da produção animal, pelo exame dos reprodutores expostos; apresentar a produtores e indústrias o que vem sendo realizado no setor do agronegócio; demonstrar os resultados do emprego de novas tecnologias, visando ao aprimoramento dos rebanhos; e estabelecer maior intercâmbio entre os meios criatórios, produtivos e industriais, além da troca de experiências entre técnicos.

Fonte: Assessoria Expointer

Foto: Fernando Dias/Seapdr