Tarde de Campo apresenta seleções de morango da Embrapa

23/06/22
Por: Redação T&C
evertonneves25@yahoo.com.br

Cerca de 90 pessoas, entre produtores, viveiristas e responsáveis por laboratórios de cultura de tecidos vegetal participaram da Tarde de Campo do Morangueiro, promovida pela Embrapa Clima Temperado (Pelotas, RS) e Emater/RS-Ascar no dia 15 de junho. Um dos principais objetivos foi apresentar seleções avançadas e promissoras do Programa de Melhoramento Genético de Morangueiro da Embrapa.

A atividade foi realizada na propriedade de Délcio Bonemann, em Pelotas/RS, que produz morangos há mais de 40 anos e é parceiro da pesquisa na avaliação dos materiais em desenvolvimento. O trabalho de melhoramento foi destaque numa das estações da Tarde de Campo, com depoimento do produtor e do pesquisador Sandro Bonow, que também apresentou uma das seleções mais promissoras, com previsão de lançamento para 2025.

Outro ponto de destaque foi um sistema de produção de mudas que está sendo trabalhado pela pesquisa em paralelo ao desenvolvimento de novas variedades. Segundo o pesquisador Luís Eduardo Antunes, a qualidade das mudas é fator importante para a expressão genética dos materiais no campo. O sistema também diminui a dependência da importação de mudas. “A tecnologia de produção de mudas da Embrapa se posiciona de forma positiva porque possibilita a antecipação do plantio e da produção, com redução de custos, o que aumenta o rendimento da propriedade”, afirma.

Controle de pragas e doenças

Na segunda estação, o foco foi o manejo sustentável de doenças, com o pesquisador Bernardo Ueno e a extensionista da Emater/RS-Ascar Patrícia Grinberg. Com relação ao manejo de pragas, o destaque foi o controle da Drosophila Suzukii, uma das principais causas de perdas na cultura. Segundo o entomologista Dori Edson Nava, o manejo da mosca ainda não está bem estabelecido, mas a pesquisa tem buscado soluções. Dentre as apresentadas no evento está o uso de parasitóides para controle populacional do inseto.

Além destes assuntos, também foram abordados temas como irrigação, fungos de solo, substratos e bioinsumos. A Tarde de Campo ainda contou com visita ao pomar e à estufa do produtor, com degustação de geleias e de morangos das seleções em desenvolvimento pela pesquisa. A atividade contou com o apoio da equipe de pós-graduação em Fruticultura da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e da família Bonemann.

 
 

Francisco Lima (13696 DRT/RS)
Embrapa Clima Temperado

Foto: Paulo Lanzetta