Trigo: com baixa oferta, valor médio segue acima de R$ 2 mil/t

21/06/22
Por: Redação T&C
evertonneves25@yahoo.com.br

Os preços do trigo seguem em alta no Brasil, influenciados pela baixa disponibilidade e pela valorização do dólar. Pesquisadores do Cepea ressaltam que as negociações têm sido pontuais, justamente porque há pouco produto disponível e com preços cada vez mais altos.

Diante disso, colaboradores do Cepea indicam que compradores já buscam fechar contratos a termo para o trigo da nova temporada. Dados do Cepea mostram que, nesta parcial de junho (até o dia 17), as médias mensais são recordes nominais nos estados do Sul e em São Paulo, considerando-se as séries de preços iniciadas em 2004, com todos os valores acima de R$ 2.000/tonelada.

Já em termos reais, a atual média no Rio Grande do Sul, de R$ 2.124,43/tonelada, segue recorde (os valores foram deflacionados pelo IGP-DI). No Paraná, em Santa Catarina e em São Paulo, as médias mensais reais são as maiores desde 2013. 

Fonte: Cepea 

Imagem de jplenio por Pixabay