Última semana para se inscrever na segunda edição do seminário Duas Safras

21/06/22
Por: Redação T&C
evertonneves25@yahoo.com.br

Após bem-sucedido encontro em Santo Ângelo, no fim de maio, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-RS) promove a Etapa Capital do "Seminário Duas Safras - Mais Produção o Ano Inteiro". O evento será realizado na próxima semana, em 28 de junho, na sede da Fecomércio, em Porto Alegre. A atividade visa levar conhecimentos aos produtores rurais sobre as tecnologias que permitem intensificar a produção de grãos e forragens em safras de inverno.

Conforme o superintendente do Senar-RS, Eduardo Condorelli, cada uma das 10 etapas do seminário será customizada de acordo com as características de cada região do Estado. Em Porto Alegre, além de conhecer cenários econômicos e mercadológicos, tema do primeiro painel, os participantes receberão informações sobre modernas técnicas para a produção de milho e soja irrigados em terras baixas, sobre o uso do sistema sulco-camalhão nesse tipo de terreno, e a integração lavoura-pecuária.

Além dos palestrantes, produtores de Jaguarão, Mostardas e Santa Vitória do Palmar participam de alguns dos painéis, relatando a experiência obtida em suas propriedades.

Com entrada franca e programações das 8h30 às 17h, o seminário tem como público-alvo produtores rurais, técnicos, pesquisadores, autoridades, lideranças e demais interessados. As inscrições podem ser feitas até 28 de junho no site: https://duassafrascapital.eventize.com.br/index.php?inscricao.

O Duas Safras
O programa Duas Safras é resultado da articulação entre a Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul) e Associação Brasileira da Proteína Animal (ABPA), Embrapa, Senar-RS, Fecoagro/RS, Asgav e Federarroz, Acergs, Sips e Aprosoja. Seu objetivo é orientar a intensificação sustentável da produção agrícola gaúcha, por meio de safras de inverno que produzam forrageiras e grãos para alimentação humana e animal.

A medida promete ampliar a renda do produtor rural, aumentando em 40% a produção do agro gaúcho. Segundo a Assessoria Econômica da Farsul, o impacto no PIB do Estado seria um aumento de 7%, representando aproximadamente R$ 31,9 bilhões.

Fonte: SENAR/RS